Buscar
  • Dr Diego Ferreira

Tenho dor lombar crônica, o que eu faço?

Certamente não é repouso, a ciência garante! A dor lombar é um dos assuntos mais estudados no meio científico, e quanto mais os estudos avançam, mais eles mostram que o repouso não é uma boa opção terapêutica aos pacientes que padecem dessa condição. Mas o que fazer?

Se sua dor é incapacitante, limita seus movimentos, o primeiro passo é procurar um fisioterapeuta altamente especializado (olha eu aqui) para fazer um correto diagnóstico do quadro e propor o tratamento mais eficaz de acordo com a causa do problema.


Caso a dor não seja incapacitante, procure fazer exercícios que trabalhem com movimentos controlados, de preferência associados ao controle da respiração. Dentre essas práticas podemos citar pilates, yoga, treinos funcionais (os funcionais de verdade... hehehe). Deste ponto em diante haverá 3 caminhos, melhora total, parcial ou nenhuma.


Melhora total: Siga com a prática, afinal nos dias de hoje ficamos muito tempo sentados, nosso corpo depende de movimento para funcionar, movimento é vida. Digo aos meus pacientes que:


"A posição sentada é o cigarro do século XXI."

Melhora parcial ou nenhuma: Aqui a falta de movimento não tem uma relação direta com seu problema ou é somente parte dele, não o todo. Sugiro nesses casos procurar um profissional altamente especializado (olha eu aqui de novo), como citado anteriormente.


Lembre-se:


"A dor é inevitável, o sofrimento é opcional!"

Dor lombar? Nunca mais!


#dicasdeblog #dorlombar #lowbackpain #osteopatia #drdiegoferreira #fisioterapia #dorcronica #pilates #mdt #mckenzie


Responsável Técnico:

Dr Diego Antonio Ferreira

CREFITO 105.173-F

Fisioterapeuta Especialista em Osteopatia

2 visualizações

Quero agendar um atendimento!

(47) 99644 1221

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon